Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1864

Allan Kardec

Voltar ao Menu
Dissemos que um dos grupos espíritas de Antuérpia possui um médium tiptólogo dotado de uma faculdade especial. Eis em que ela consiste.

A indicação das letras é feita por batidas do pé da mesinha, mas com uma rapidez que quase atinge a da escrita, de tal forma que os que escrevem por vezes têm dificuldade de acompanhar. Os golpes se sucedem como os do telégrafo elétrico em ação. Vimos fazer um ditado de vinte linhas em menos de quinze minutos. Mas, sobretudo, o que é particular é que o Espírito dita quase sempre ao avesso, começando pela última letra. Pelo mesmo processo o médium recebe respostas a perguntas mentais, e em línguas estrangeiras. Esse médium também psicografa e, nesse caso, escreve igualmente pelo avesso, com a mesma facilidade. A primeira vez que se produziu o fenômeno, os assistentes, não encontrando sentido nas letras obtidas, pensaram numa mistificação, e só após uma observação atenta é que descobriram o sistema usado pelo Espírito. Sem dúvida não passa de uma fantasia deste último, mas como todas as suas manifestações são muito sérias, é de concluir que, no caso, haja uma intenção séria.

Independentemente da rapidez com que os golpes se sucedem, a maneira de proceder ainda abrevia muito a operação. Eles se servem de uma mesinha de três pés; o alfabeto é dividido em três séries, a 1ª do a ao h;a 2ª do i ao p; a 3ª do q ao z. Cada pé da mesinha corresponde a uma série de letras e bate o número de golpes necessários para designar a letra desejada, começando pela primeira da série, de sorte que para indicar o t, por exemplo, em vez de 20 batidas, o pé encarregado da 3ª série apenas bate 4. Três pessoas se postam à mesinha, uma para cada pé, enunciando a letra indicada em sua série, que para ela é um pequeno alfabeto, sem que tenha de se preocupar com as outras. Várias pessoas escrevem as letras à medida que são proferidas, a fim de poder controlar, em caso de erro. O hábito de ler pelo avesso muitas vezes lhes permite adivinhar o fim de uma palavra ou de uma frase começada, como se faz no processo ordinário. O Espírito confirma, se for o caso, e passa adiante.

Esta divisão das letras, aliada à cooperação de três pessoas que não se podem entender, à rapidez do movimento e à indicação das letras em sentido inverso, tornam a fraude materialmente impossível, bem como a reprodução do pensamento individual. A palavra reproduction, por exemplo, será, então, escrita desta maneira: noitcudorper, e terá sido deletrada por três pessoas diferentes, em alguns segundos, a saber: n o i pela 2ª; t pela 3ª; c pela 1ª; u pela 3ª; d pela 1ª; o pela 2ª; r pela 3ª; p pela 2ª; e pela 1ª; r pela 3ª.

De todos os aparelhos imaginados para constatar a independência do pensamento do médium, nenhum se compara com esse processo. É verdade que para isto é necessária a influência de um médium especial, porque as duas pessoas que o assistem não influenciam na rapidez do movimento.

Este processo, em definitivo, não tem utilidade real senão para a convicção de certas pessoas, e como constatação de um fenômeno mediúnico notável, porque nada pode substituir a facilidade das comunicações escritas.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...