Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1864

Allan Kardec

Voltar ao Menu
ANNALI DELLO SPIRITISMO IN ITALIA

Sob este título, a Sociedade Espírita de Turim começou uma publicação mensal, da qual recebemos os dois primeiros números.

O objetivo eminentemente sério a que se propõe essa sociedade, bem como o talento e as luzes de seus membros, permitem bons augúrios acerca da direção que será dada a esse novo órgão da doutrina.

Graças a ele, e em razão do que está escrito na língua nacional, o Espiritismo fará seu caminho na Itália, onde já conta com numerosas simpatias. A sociedade e seu jornal arvoraram claramente a bandeira da Sociedade de Paris.

A seguinte passagem, traduzida do primeiro número, é uma espécie de profissão de fé que indica suficientemente o espírito que preside a redação.


“...Assim, que aquele que quiser entregar-se ao estudo do Espiritismo comece, antes de tentar experiências, por ler as obras que tratam da matéria e por estudá-las atentamente, para não fazer como o viajante que, atravessando um país desconhecido, sem guia nem conselhos, a cada passo arrisca-se a se perder. Como outros já aplainaram o caminho, quer a razão que se esclareçam pelos estudos, a fim de aprenderem a maneira de distinguir os bons Espíritos dos maus, e para saber como comportar-se para libertar-se destes últimos e para não ser vítima de suas trapaças, nem dos males daí resultantes.

“Para isto recomendam-se, como da mais alta utilidade, as obras escritas em francês por um infatigável e sábio espírita, o Sr. Allan Kardec, nas quais não se sabe o que mais louvar, se a equidade das intenções, a altura da filosofia ou a clareza da exposição.

“Entre essas obras, as principais e as primeiras a ler são O livro dos Espíritos e O livro dos médiuns. No primeiro está a teoria filosófica revelada pelos Espíritos superiores, como afirma o autor, e no segundo um tratado completo da prática do Espiritismo e a maneira de adquirir, se possível, a faculdade mediúnica.

“No entanto, nenhuma destas obras foi traduzida para o italiano, e mesmo que elas pudessem ser abordadas por todo mundo, sua extensão seria um obstáculo para muitos. O próprio autor sentia essa dificuldade, por isso resumiu a parte essencial do Livro dos Espíritos num opúsculo: O Espiritismo na sua expressão mais simples, que foi traduzido para a nossa língua e publicado em Turim. Pode-se dizer que essa tradução fez o giro de toda a península, tendo sido vendido grande número de exemplares em todas as cidades da Itália.


“Mas como o autor não fez um resumo do Livro dos médiuns e esperando que o livro completo possa ser traduzido para o italiano, tivemos a ideia de publicar um resumo que, se não pode comparar-se ao de Allan Kardec, pelo menos contém as principais advertências de primeira necessidade para os que têm intenção de aplicarse ao estudo do Espiritismo prático. Esperamos que ele bastará para indicar o caminho que será preciso trilhar para conseguir pôr-se em relação com os bons Espíritos e afastar os inferiores e perversos.

“Estudado com pureza de sentimentos, o Espiritismo pode tornar-se a fonte das mais doces consolações para todos os homens de bem e desejosos do progresso.”


- - - - - - - - - -

Um novo jornal acaba de surgir em Bordeaux, sob o título de: O Salvador dos Povos, jornal do Espiritismo, propagador da unidade fraterna. Diretor-gerente: A. Lefraise. Aparece semanalmente.

O título promete muito e impõe grandes obrigações, pois hoje não basta mais a etiqueta. Nós o lembraremos quando tivermos podido apreciar a maneira pela qual justificar-se-á. Se ele vier trazer uma pedra útil ao edifício; se vier, como diz, unir em vez de dividir; se a verdadeira caridade de palavras e de ação é seu guia para seus irmãos em crença; se a sua polêmica com os adversários de nossa doutrina não se afastar dos limites da moderação e de uma discussão leal, ele será bem-vindo e seremos felizes de encorajá-lo e apoiá-lo.

  • - - - - - - - - -
Uma nova obra do Sr. Allan Kardec, mais ou menos da mesma extensão do Livro dos Espíritos está no prelo desde dezembro. Ela deveria aparecer em fevereiro, mas atrasos involuntários na impressão, e os cuidados que esta exige, não o permitiram. Tudo nos faz esperar que poderemos anunciar o seu lançamento no próximo número. Ela destina-se a substituir a obra anunciada sob o título: As vozes da mundo invisível, cujo plano primitivo foi radicalmente mudado.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...