O Livro dos Espíritos

Allan Kardec

Voltar ao Menu
672. A oferenda de frutos da terra, feita a Deus, tinha a seus olhos mais mérito do que o sacrifício dos animais?

“Já vos respondi, declarando que Deus julga segundo a intenção, e que para ele pouca importância tinha o fato em si. Mais agradável evidentemente era a Deus que lhe oferecessem frutos da terra, em vez do sangue das vítimas. Como temos dito e sempre repetiremos, a prece proferida do fundo da alma é cem vezes mais agradável a Deus do que todas as oferendas que lhe possais fazer. Repito que a intenção é tudo, que o fato nada vale.”

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados