Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1867

Allan Kardec

Voltar ao Menu
O último número de l’Union, que agora nos chega, e que completa o seu segundo ano, traz o seguinte aviso:

“Absorvido pelo trabalho material que nos impõe a necessidade de prover as nossas exigências e às da família, que temos a tarefa de educar, não nos foi possível editar com regularidade os últimos números de l’Union Spirite. Não o ocultaremos, em face desta tarefa ao mesmo tempo tão penosa e tão ingrata que nos impusemos, que nos perguntamos a nós mesmos se não deveríamos parar no caminho e deixar a outros, mais favorecidos pela fortuna do que nós, o cuidado de continuar a obra que havíamos empreendido com tanto ardor quanta convicção e fé. Mas, cedendo às instâncias de muitos dos nossos leitores, que pensam que o Union Spirite não só tem sua razão de ser, mas já prestou, e está chamado a prestar, em futuro provavelmente muito próximo, grandes serviços ao Espiritismo, resolvemos continuar em frente e continuar enfrentando as dificuldades de toda sorte que se amontoam sob nossos passos. Apenas, a fim de nos tornar possível semelhante tarefa, e para evitar a irregularidade da qual infelizmente até aqui tantas vezes temos sido vítima, fomos obrigados a introduzir grandes modificações em nosso modo de publicação.

“A Union Spirite, que em junho próximo começará seu terceiro ano, aparecerá de agora em diante apenas uma vez por mês, em caderno de 32 páginas, grande in8º. O preço da assinatura será fixado em 10 francos por ano.

“Esperamos que os assinantes queiram aceitar estas condições, que são, aliás, as da Revista Espírita de Allan Kardec, e de quase todas as publicações ou revistas filosóficas de Paris e que, enviando o mais cedo possível a sua adesão, nos tornem tão fácil quanto possível a realização da obra, para a qual, há mais de quatro anos, temos feito tão grandes sacrifícios.

“A. BEZ.”

Somos dos que consideram esse jornal como tendo sua razão de ser e sua utilidade; pelo espírito no qual é regido, pode e deve prestar incontestáveis serviços à causa do Espiritismo. Felicitamos o Sr. Bez por sua perseverança, malgrado as dificuldades materiais que encontra em sua posição. Em nossa opinião, ele tomou uma decisão muito inteligente, fazendo-o aparecer apenas uma vez por mês, mas lhe dando a mesma quantidade de matéria. Não se pode imaginar o tempo e a despesa que acarretam publicações que aparecem várias vezes por mês, quando se é obrigado a bastar-se só, ou quase só. É absolutamente necessário não ter outra coisa a fazer, e renunciar a qualquer outra ocupação. Aparecendo a 15 de cada mês, por exemplo, alternará com a nossa Revista. Desta maneira, os que quisessem que esta aparecesse mais vezes, o que é impossível, aí encontrarão o complemento do que desejam e não ficarão privados tanto tempo da leitura de assuntos pelos quais se interessam. Fazemos um apelo ao seu concurso, para sustentar essa publicação.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...