Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1867

Allan Kardec

Voltar ao Menu
Mudança de título de Verite de Lyon

O jornal la Verité, de Lyon, acaba de mudar o seu nome. A partir de 10 de março de 1867, toma o de La Tribune Universelle, journal de la libre conscience et de la libre pensée. Ele o anuncia e expõe os motivos na nota seguinte, inserta no número de 24 de fevereiro.

Aos nossos irmãos e irmãs espíritas.

Philaléthès, o infatigável campeão que conheceis, julgou dever vos informar que de agora em diante dirigiria suas investigações para a filosofia geral e não mais apenas para o Espiritismo, do qual, graças a seus preconceitos, os cientistas não querem nem mesmo ouvir pronunciar o nome. Mas não deveis imaginar, caros irmãos e irmãs, que tirando a etiqueta do saco, depois de tudo muito indiferente, ele queira, como nós, lançar o conteúdo às urtigas. No que nos concerne pessoalmente, ficaríamos desolado se os leitores pudessem suspeitar um só instante que quiséssemos abandonar uma ideia para a qual despendemos todas as forças vivas de que éramos capaz. A ideia espírita hoje faz parte integral do nosso ser, e retirá-la seria votar à morte o nosso coração, o nosso espírito.

Se somos espíritas, nada obstante, e precisamente porque cremos sê-lo no verdadeiro sentido da palavra, queremos mostrar-nos caridosos, tolerantes para com todos os sistemas opostos, e queremos correr ao encontro deles, porque eles se recusam a vir a nós.

A etiqueta de espíritas colada em nossa fronte vos é um espantalho, senhores negadores? Pois bem! De boa vontade consentimos em retirá-la, reservando-nos o direito de trazê-la alto em nossas almas. Assim, não nos chamaremos mais la Vérité, journal du Spiritisme, mas La Tribune Universelle, journal de la libre conscience et de la libre pensée. Este terreno é tão vasto quanto o mundo, e os sistemas de toda sorte poderão aí debater-se à vontade, terçar armas com os trânsfugas de La Vérité, que reclamarão para si próprios o direito a todos concedido: a discussão. É então que, inflamados pela luta, inspirados pela fé e guiados pela razão, esperamos fazer brilhar aos olhos dos nossos adversários uma luz tão viva, que Deus e a imortalidade erguer-se-ão diante deles, não mais como um fantasma horrível, produto de séculos de ignorância, mas como uma doce e suave visão onde, enfim, repousará a Humanidade inteira.

E. E.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...