Instruções práticas sobre as manifestações espíritas

Allan Kardec

Voltar ao Menu
REENCARNAÇÃO – Volta do Espírito à vida corporal.

A reencarnação pode dar-se imediatamente após a morte ou depois de um lapso de tempo mais ou menos longo, durante o qual o Espírito fica errante. Pode dar-se na Terra ou em outras esferas, mas sempre num corpo humano e jamais no de um animal. A reencarnação é progressiva ou estacionária: jamais é retrógrada. Nas novas existências corporais pode o Espírito decair como posição social, mas não como Espírito; por outras palavras, de senhor pode tornar-se servo, de príncipe, artesão, de rico, miserável, contudo progredindo em sabedoria e moralidade. Assim, o celerado pode tornar-se homem de bem, mas o homem de bem não se tornará um celerado.

Os Espíritos imperfeitos, que ainda se acham sob a influência da matéria, nem sempre têm sobre a reencarnação ideias completas: a maneira por que a explicam se ressente de sua ignorância e dos preconceitos terrenos, mais ou menos como seria o caso de um camponês a quem se perguntasse se é a Terra ou o Sol que gira. Têm de suas existências anteriores apenas uma lembrança confusa e o futuro lhes é uma coisa vaga. (Sabese que a lembrança do passado se elucida à medida que o Espírito se depura). Alguns falam ainda das esferas concêntricas que envolvem a Terra e nas quais o Espírito se eleva gradualmente até atingir o sétimo céu, que é para eles o apogeu da perfeição. Entretanto mesmo em meio a essa diversidade de expressões e da bizarria das imagens, uma observação atenta facilmente permite se reconheça um pensamento dominante: o das provas sucessivas que o Espírito deve sofrer, e os diversos degraus que deve percorrer a fim de chegar à perfeição e à suprema felicidade. Muitas vezes as coisas só nos parecem contraditórias porque lhes não examinamos o sentido íntimo.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...