Instruções práticas sobre as manifestações espíritas

Allan Kardec

Voltar ao Menu
PENAS ETERNAS – Ensinam os Espíritos superiores que só o bem é eterno, porque é a essência de Deus; o mal terá um fim. Consequentemente, combatem a doutrina da eternidade das penas como contrária à ideia que Deus nos dá de sua justiça e de sua bondade. Mas a luz só se faz para os Espíritos à medida de sua elevação. Nas camadas inferiores suas ideias ainda são obscurecidas pela matéria. Para eles o futuro está coberto por um véu: só enxergam o presente. Encontram-se na posição de um homem que sobe uma montanha: no fundo do vale a bruma e as curvas da estrada limitam-lhe a visão; precisa chegar ao topo a fim de descobrir todo o horizonte, julgar o caminho feito e o que falta percorrer. Os Espíritos imperfeitos não percebem o termo de seus sofrimentos, julgam sofrer para sempre e este pensamento lhes é um castigo. Se, pois, certos Espíritos nos falam das penas eternas é porque, em consequência de sua mesma inferioridade, nelas acreditam.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...