Instruções práticas sobre as manifestações espíritas

Allan Kardec

Voltar ao Menu
HAMADRÍADA – do gr. hama, conjunto e drus, carvalho. DRÍADA, de drus, o carvalho. Ninfa dos bosques, segundo a mitologia pagã. As dríadas eram ninfas imortais que presidiam as árvores em geral e que podiam vagar livremente em torno das que particularmente lhe eram consagradas. A hamadríada não era imortal: nascia e morria com a árvore cuja guarda lhe era confiada e que jamais podia deixar. Não é hoje duvidoso que a idéia das dríadas tirasse sua origem nas manifestações análogas àquelas que hoje testemunhamos. Os Antigos, que tudo poetizavam, divinizaram as inteligências ocultas que se manifestavam na substância mesma dos corpos. Para nós não passam de Espíritos batedores.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...