Instruções práticas sobre as manifestações espíritas

Allan Kardec

Voltar ao Menu
ESFERA – Vocábulo pelo qual alguns Espíritos designam os diferentes graus da escala espírita. Dizem eles que foi alcançada a quinta ou a sexta esfera, como outros diriam o quinto ou sexto céu. Pela maneira por que se exprimem, poder-se-ia supor que a Terra fosse um ponto central, cercado de esferas concêntricas, nas quais se realizariam sucessivamente os vários graus de perfeição. Alguns, até, falam da esfera de fogo, da esfera das estrelas, etc. Como as mais elementares noções de Astronomia bastam para mostrar o absurdo de semelhante teoria, esta não poderia provir senão de uma falsa interpretação dos vocábulos, ou de Espíritos muito atrasados e ainda imbuídos dos sistemas de Ptolomeu e de Tycho-Brahe[1]. Se um homem que supondes sábio sustenta uma coisa evidentemente absurda, duvidais de seu saber. Deve dar-se o mesmo com os Espíritos: é pela experiência que aprendemos a conhecê-los. Essas expressões são, pois, viciosas, mesmo quando tomadas em sentido figurado, porque podem induzir em erro sobre o verdadeiro sentido no qual deve entender-se a progressão dos Espíritos. (Vide Reencarnação).



[1] Trata-se de Cláudio Ptolomeu, astrônomo e geógrafo grego do segundo século de nossa era, provavelmente nascido no Alto Egito e morto em Canopus, perto de Alexandria. Suas principais obras são a Composição Matemática, ou Almagesto, tratado de trigonometria retilínea e esférica com o cálculo dos movimentos planetários. Contém ainda a exposição do sistema do mundo; a célebre Geografia, onde se encontram muitos mapas que orientaram as grandes descobertas; um tratado de Astrologia, chamado Tetrabiblion e as Harmônicas, onde se acha a teoria matemática dos sons empregados na música grega. Inventou vários instrumentos de astronomia.

O outro, Tycho-Brahe, foi o célebre astrônomo dinamarquês (1546-1601), protegido pelo rei Frederico II, que lhe deu uma ilha, na qual ele construiu um observatório, um feudo na Noruega e uma pensão. Por sua independência religiosa Rodolfo II, sucessor daquele rei, cortou-lhe a pensão. Foi mestre de Képler, deixou um catálogo de cerca de 800 estrelas e outros trabalhos importantes. Graças a tudo isto Képler pôde anunciar as célebres leis sobre o movimento dos planetas. N. do T.


TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...