O Livro dos Espíritos

Allan Kardec

Voltar ao Menu
192. Pode alguém, por um proceder impecável já na vida atual, transpor todos os graus da escala do aperfeiçoamento e tornar-se Espírito puro, sem passar por outros graus intermédios?

“Não, pois o que o homem julga perfeito longe está da perfeição. Há qualidades que lhe são desconhecidas e incompreensíveis. Poderá ser tão perfeito quanto o comporte a sua natureza terrena, mas isso não é a perfeição absoluta. Dá-se com o Espírito o que se verifica com a criança, que por mais precoce que seja tem de passar pela juventude, antes de chegar à idade da madureza; e também com o enfermo, que para recobrar a saúde tem que passar pela convalescença. Ademais, ao Espírito cumpre progredir em ciência e em moral. Se somente se adiantou num sentido, importa se adiante no outro, para atingir o extremo superior da escala. Contudo, quanto mais o homem se adiantar na sua vida atual, tanto menos longas e penosas lhe serão as provas que se seguirem.”

a) – Pode ao menos o homem, já desde a vida presente, preparar com segurança, para si, uma existência futura menos prenhe de amarguras?

“Sem dúvida. Pode reduzir a extensão e as dificuldades do caminho. Só o descuidadoso permanece sempre no mesmo ponto.”

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...